VÍDEO: Demitido por homofobia, bolsonarista Maurício Souza culpa “turma da lacração”

Bolsonarista Maurício Souza
Bolsonarista Maurício Souza reclama de “turma da lacração”. Foto: Reprodução

Após ser demitido do clube Minas, Maurício Souza foi às redes reclamar da “turma da lacração”. Para ele, os culpados não são os membros do clube: “fizeram o máximo para me segurar na equipe”. “Acarretou em patrocinador ameaçar o Minas de tirar o patrocínio, tanto do masculino como do feminino, e ficou insustentável”, alega.

Na publicação do vídeo, ele ainda escreve que “a culpa de tudo” não é do time: “A culpa é da galera que não aceita mais opinião contrária a deles, qualquer coisa falada que não seja o que eles aprovam você é homofóbico e preconceituoso fato. A tolerância do outro lado é zero”, prossegue.

O bolsonarista foi demitido nesta quarta (27). Em comunicado oficial, o Minas anunciou que “o atleta Maurício Souza não é mais jogador do Clube”.

As portas da seleção brasileira também foram fechadas para o atleta. Renan dal Zotto, técnico da seleção brasileira de vôlei, se posicionou sobre o caso e afirmou:

“É inadmissível este tipo de conduta do Maurício e eu sou radicalmente contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. Em se tratando de seleção brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos”.

Leia também:

1 – Presidente desmente Ana Paula do vôlei para se livrar do problema Allan dos Santos

2 – Torcida do Flamengo manda bolsonarista Renato Gaúcho “tomar no c*” após goleada

3 – Militares terão estatal com 1,7 mil servidores

A demissão de Maurício Souza

O jogador de vôlei bolsonarista foi demitido por criticar o Superman bissexual. Ele ironizou que justificam ser “só um desenho”, mas afirmou: “Vai nessa que vai ver onde vamos parar…” (sic). Posteriormente, gravou um vídeo dizendo que o comentário não foi “homofobia”. “É só uma coisa que eu acho, uma coisa desnecessária, forçado. Tá tudo tomando proporções absurdas”.

O comentário gerou críticas e uma forte pressão de torcedores do time. Seu colega de seleção, Douglas Souza, o criticou publicamente. “Engraçado que eu não ‘virei heterossexual’ vendo os super-heróis homens beijando mulheres… Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito, mas eu tenho uma novidade pra sua heterossexualidade frágil: vai ter beijo, sim”, ironizou na mesma rede social.

Mesmo após a repercussão do caso, ele gravou um vídeo pedindo desculpas para tentar evitar sua saída do clube. Com o fracasso, se revoltou e voltou a provocar nas redes. Após a demissão, entretanto, Maurício Souza continuou zombando do episódio nas redes. Em provocação, ele publicou uma imagem de Clark Kent, o Superman, beijando a Mulher Maravilha.

Demitido, Maurício Souza publica provocação nas redes sociais
Demitido, Maurício Souza posta foto de Superman beijando Mulher Maravilha. Foto: Reprodução

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.