Diante da Netflix, Globo quer transformar produção de séries em um dos seus principais negócios

Logotipos da Globo e Netflix. Foto: Divulgação

Flávio Ricco no UOL informa que os investimentos no Globoplay, serviço de streaming, serão muito maiores a partir deste segundo semestre de 2019. Como plano já estabelecido e aprovado, a ideia é aumentar significativamente o número de produções por ano, para atender as exigências do mercado daqui e de fora.

De acordo com a publicação, diante da Netflix, em número exato, e como informação oficial, a dramaturgia da Globo tem 26 projetos já aprovados. Há também outros trabalhos em estágio avançado, em São Paulo principalmente, como é o caso da série “Onde Está Meu Coração”, na qual Letícia Colin faz a Amanda, uma médica e dependente química.

Todos eles em coprodução internacional. O segredo que ainda existe é em torno dos nomes da maioria desses títulos, completa o Portal UOL.

Categorias
GloboSeries & TVTV
Pedro Zambarda de Araujo

Escritor, jornalista e blogueiro. Autor dos projetos Drops de Jogos e Geração Gamer, que cobrem jogos digitais feitos no Brasil e globalmente. Teve passagem pelo site da revista Exame e pelo site TechTudo.

Relacionado por