Elza Soares, que completa 90 anos nesta terça-feira: ‘Nunca parei pra contar’

Foto: @elzasoaresoficial/Reprodução

De Bruno Mateus em O Tempo.

Uma das maiores cantoras de todos os tempos – e essa afirmação vem desprovida de exagero, pois vale lembrar que, em 1999, ela foi eleita pela BBC de Londres como “a cantora do milênio” -, Elza Soares completa 90 anos nesta terça-feira (23). Dona de uma voz poderosa nos palcos e fora deles, a carioca merece ser reverenciada por sua trajetória, pela garra com que leva a vida, cheia de altos e baixos desde a infância pobre, e pela postura sempre inabalável para denunciar as mazelas sociais de um país errante. Elza não se cala: fala da violência contra a mulher, do racismo, da falta de oportunidades para o povo negro e canta o samba, o jazz, o blues…

Pelas redes sociais, a cantora celebrou a data: “’Todos os dias, me levanto, olho no espelho, sempre me encanto, com meu cabelo e a cor da pele dos meus ancestrais’. Reza a lenda que eu faço aniversário duas vezes no ano. Reza a lenda e rezo eu pra agradecer por tanta vida. Pra quem passou pelo que eu passei, celebrar durante um mês inteiro é pouco. É em 23 de junho ou 22 de julho? Não importa. Eu comemoro as duas datas e nesse ano será o mês todo. É cara, mais uma primavera, mais um ‘passaporte’ carimbado rumo a próxima década, mas não conto quantos anos tenho. Nunca parei pra contar. Ia dar uma trabalheira danada”.

(…)

View this post on Instagram

“Todos os dias, me levanto, olho no espelho, sempre me encanto, com meu cabelo e a cor da pele dos meus ancestrais”. Reza a lenda que eu faço aniversário duas vezes no ano. Reza a lenda e rezo eu pra agradecer por tanta vida. Pra quem passou pelo que eu passei, celebrar durante um mês inteiro é pouco. É em 23 de junho ou 22 de julho? Não importa. Eu comemoro as duas datas e nesse ano será o mês todo. É cara, mais uma primavera, mais um “passaporte” carimbado rumo a próxima década, mas não conto quantos anos tenho. Nunca parei pra contar. Ia dar uma trabalheira danada. Há dias em que nem nasci ainda, estou no ventre, em outros acabei de nascer, sei lá. Sou menina, filha do século 21 e mulher feita, tenho a idade de Nefertith. Vou vivendo, me reinventando e vivendo nos últimos anos, os melhores dias da minha vida. O meu MUITO OBRIGADA por tudo e por tanto, obrigada ao meu São Jorge, a minha mãe Dona Rosália, meu pai, Seu Avelino, a minha família, meus filhos, minhas netas e netos, meus bisnetos, meus irmãos, aos meus empresário, minha equipe, meus músicos, meus compositores, meus amigos, meus fãs, toda imprensa, minha gravadora e cada um de vocês que em algum momento da vida dedicaram um minuto seu para curtir minha arte, minha vida, minha história. Vai começar mais uma primavera! Que venha. Estou pronta 🌹

A post shared by Elza Soares (@elzasoaresoficial) on

Categorias
DestaqueMúsica
Pedro Zambarda de Araujo

Escritor, jornalista e blogueiro. Autor dos projetos Drops de Jogos e Geração Gamer, que cobrem jogos digitais feitos no Brasil e globalmente. Teve passagem pelo site da revista Exame e pelo site TechTudo. E-mail: [email protected]

Relacionado por