Com dívidas, ex-piloto Emerson Fittipaldi aluga mansão de R$ 12 milhões

Emerson Fittipaldi em entrevista ao Fantástico, em 2016, na mansão que funciona como escritório, em SP. Foto: Reprodução/Globo

Vinícius Andrade no site Notícias da TV informa que as notícias mais recentes sobre Emerson Fittipaldi não são sobre a atuação do ex-campeão de Fórmula 1 e Fórmula Indy no mundo da velocidade, mas sim por suas dívidas. Na tentativa de sanar alguns de seus débitos, o ex-piloto alugou parte de uma mansão localizada em Pinheiros, área nobre da região central de São Paulo, onde ainda funciona o escritório de sua empresa. O imóvel foi listado para venda por R$ 12 milhões. A casa de dois andares tem 1,3 mil m² de área construída em um terreno de 1,1 mil m². Está localizada na avenida Rebouças, próxima ao Shopping Eldorado. Desde a década de 1990, Fittipaldi mantém nesse endereço o seu escritório de marketing e administração, que cuida de parte de seus negócios.

De acordo com a publicação, o ex-piloto ainda chegou a abrir o espaço para o funcionamento do Museu Fittipaldi, onde eram exibidos carros, troféus e uniformes que fizeram parte de sua história nas pistas. Mas a visitação ao local está desativada desde 2016. O Notícias da TV confirmou que a parte de baixo da mansão está alugada por um escritório de advocacia desde janeiro deste ano. A parte de cima continua ocupada pela equipe do ex-piloto.

Apesar de o espaço estar locado, a mansão ainda aparece à venda em sites imobiliários por R$ 12 milhões. Questionada pela reportagem, a equipe de Fittipaldi, que dá expediente no endereço, informou que o imóvel não está disponível para compra. O valor do aluguel pago pela empresa de advocacia não foi revelado. De acordo com texto publicado pelo UOL Esporte no último dia 2, Fittipaldi deve mais de R$ 23,5 milhões somente para bancos. Ele é réu em 20 ações movidas por instituições financeiras, completa o site.

Categorias
Gente
Pedro Zambarda de Araujo

Escritor, jornalista e blogueiro. Autor dos projetos Drops de Jogos e Geração Gamer, que cobrem jogos digitais feitos no Brasil e globalmente. Teve passagem pelo site da revista Exame e pelo site TechTudo.

Relacionado por