Sonia Braga na estreia do filme “Bacurau”: “Quero saber quem matou Marielle”

Sonia Braga. Foto: Reprodução/Globo

Ricardo Daehn no Correio Braziliense informa que a atriz Sônia Braga participou do debate de Bacurau, que abriu a mostra do 47º Festival de Gramado.

De acordo com a publicação, na base da integração com moradores da região representada no filme, do interior do Rio Grande do Norte, Braga deixou clara a sensação de imersão na realidade de vilarejos expostos pelo filme. “Fico mais com a equipe e com o coletivo do que com o lado individual. A gente precisa da energia, de todos sermos o filme. Domingas, minha personagem, traz a mulher da força e imensa dor imensa, que não aceita perder, deixar  morrer.  Vejo dentro de um total quadro e dediquei a personagem a Marielle E quero saber quem matou Marielle (Franco).  E Marielle vive, sim”, comentou, em coletiva de imprensa de Bacurau.

Levantando questões histórias de colonialismo e de persistência de povo dito rudimentar, Bacurau, premiado em Cannes e que estreia dia 29 (com sessões, em Brasília, de pre-estreia, hoje), mexeu com valores de Braga. “Desde menina, entendi que sou um  ser humanozinho: cresci gostando de gente, independente de onde vieram. Mudei para os Estados Unidos para falar inglês. O Brasil tem uma riqueza de culturas que não devem ser copiadas. Quis absorver, e pertencer, e comer da comida e  viver do momento com todas as pessoas. Acho importante que a gente trabalhe por uma “não divisão”;  temos que reagrupar,  reunir, seja de onde formos”, salientou, completa o jornal.
Categorias
Destaque
Pedro Zambarda de Araujo

Escritor, jornalista e blogueiro. Autor dos projetos Drops de Jogos e Geração Gamer, que cobrem jogos digitais feitos no Brasil e globalmente. Teve passagem pelo site da revista Exame e pelo site TechTudo. E-mail: pedrozambarda@gmail.com

Relacionado por